Tráfego pago e orgânico: Qual o melhor?

Tráfego pago e orgânico

Se você possui uma empresa digital ou está pensando em lançar a sua empresa no mercado digital, possivelmente já deve ter ouvido falar de tráfego pago e orgânico. Mas afinal, o que seria tráfego e qual a sua importância?

O conceito de tráfego é bastante simples, e está relacionado às visitas que o seu site ou rede social recebe, atraindo o seu público ideal e fazendo com que a sua empresa tenha posicionamento. 

Pensando nisso, vamos falar sobre o que é o tráfego pago e orgânico e qual a melhor solução para a sua empresa. 

Com pressa? Use o Sumário:

O que é tráfego

Conceitualmente, o tráfego consiste no fluxo de visitas que o seu site, ou ainda, suas páginas e redes sociais possuem. 

Pensando nisso, é importante destacar que o tráfego está diretamente relacionado com o seu público e como ele chega até você, tal como as estratégias utilizadas para atrair esse público. 

De modo geral, existem 02 (dois) tipos de tráfego, sendo eles o tráfego pago e orgânico, e vamos falar um pouco sobre cada um deles a seguir. 

Tráfego pago e tráfego orgânico 

A decisão de começar a traçar estratégias de marketing é algo bastante delicado, principalmente quando falamos de tráfego. 

Contudo, é importante destacar que o tráfego pago completa o tráfego orgânico, e por isso, unir as duas estratégias pode trazer resultados reais para a sua empresa. Mas, é necessário ressaltar as diferenças em cada estratégia. 

Tráfego pago 

O tráfego pago nada mais é do que as campanhas ou links patrocinados, em que a empresa faz um investimento e cria publicidades, com base no comportamento do consumidor.

Com o tráfego pago, você pode se destacar no mundo digital, já que os anúncios e links patrocinados aparecem nos primeiros resultados do Google, fortalecendo o seu ranqueamento. 

Dessa forma, podemos citar como uma das principais vantagens do tráfego pago o esse posicionamento, tal como os resultados das estratégias de marketing mais rápidas do que com o tráfego orgânico. 

Para trabalhar com o tráfego pago, você pode utilizar o Google Ads, Instagram Ads e Facebook Ads, que são as plataformas de cada rede social onde a sua empresa pode estar.

Todavia, o funcionamento é bastante semelhante: você cria a sua conta, insere as informações do seu negócio e dos seu público, tal como localização geográfica e faixa etária. 

Em seguida, cria a campanha, escolhendo o objetivo dela, se é para aumentar as visitas no seu site, gerar mais vendas ou ainda receber mais telefonemas. 

Assim, você define o valor do investimento, cadastra as informações de pagamento e pronto! Sua campanha está no ar! 

Tráfego orgânico 

Em contrapartida, o tráfego orgânico é aquele onde você não precisa fazer nenhum investimento financeiro, já que é conquistado através das estratégias de marketing de conteúdo. 

De forma prática, o tráfego orgânico acontece quando o seu usuário faz a pesquisa e vê o seu conteúdo relevante, chegando até você por um link sem patrocínio. 

Sendo assim, o tráfego orgânico pode crescer sem o investimento financeiro, mas exige muita dedicação, planejamento e tempo para a produção de conteúdo que sejam atraentes, gerem valor e assim façam a sua página ser ranqueada. 

No entanto, para os melhores posicionamentos das suas páginas, importante se atentar as principais regras e estratégias de SEO. Sair escrevendo e postando coisas sem estudo prévio no seu site não será eficaz, uma vez que o Google possui algoritmos para escolher os melhores sites para ranquear. O mais recomendado, é contratar uma agência especializada no assunto, pois a mesma irá te direcionar para as melhores estratégias.

Principais diferenças entre os dois tipos de tráfego 

Claro, a primeira diferença entre tráfego pago e orgânico é o custo de investimento, já que o tráfego orgânico não demanda investimentos financeiros, pois o tráfego orgânico acontece naturalmente. 

Contudo, para conseguir melhor colocação nos mecanismos de busca, é necessário investir em técnicas de produção de conteúdo, como por exemplo, otimização dos mecanismos de buscas (SEO). 

Outra diferença entre tráfego pago e orgânico é o tempo para obter os resultados, já que o tráfego orgânico leva muito mais tempo devido à necessidade de atender aos aspectos do algoritmo. 

Dito isso, vamos à pergunta de ouro: qual a melhor opção para o meu negócio, o tráfego pago ou orgânico?

Tráfego pago ou orgânico: qual a melhor opção?

Fazendo uma comparação em ambas estratégias, podemos afirmar que o tráfego pago é muito mais rentável e rápido, mesmo que demande investimento financeiro. 

Aqui, é importante pensar que o investimento realizado aqui irá atrair muito mais clientes potenciais, fazendo com que a sua empresa tenha a possibilidade aumentar as vendas, e claro, obter o retorno sobre o investimento.

Conclusão

Cada estratégia possui suas vantagens e desvantagens, o ideal é uma ação conjunta, pois assim irá obter um retorno a curto, médio e longo prazo. Importante, avaliar a situação da empresa e quais os objetivos a serem alcançados, uma vez que isso irá impactar diretamente na escolha da estratégia a ser adotado primeiro. Você deve conhecer bem o seu público e os seus objetivos, para assim traçar as suas estratégias e ter melhores resultados. 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
WhatsApp
Faça um Orçamento
Oi, Sanderson aqui,
Estou Online, vamos conversar sobre seu Projeto?